sábado, 10 de outubro de 2009

Mine, mine,mine!!!

Temos tido companheiras frequentes em nosso jardim. Nunca pensei que um dia fóssemos dar pão pra gaivota diretamente da varanda de casa. Em São Paulo, nosso apartamento fica no décimo andar em plena Avenida Jabaquara e a gente ficava extasiado de ver uma cegonha que passava todo dia pela nossa janela. A gente achava que ela passava de manhã do Jardim Botânico para o Ibirapuera e a tarde fazia o caminho de volta, como se também seguisse a rotina de trabalho da cidade. Também ficávamos admirados de ter um urubu que fez um ninho na sacada de uma janela do prédio vizinho - o dono do apartamento também devia gostar da idéia, pois parecia não se importar com o hóspede. Aqui não tem urubu, mas tem um pássaro lindo chamado "elster" que tem fama de ladrão porque leva embora tudo que brilha e gosta de revirar lixo também. Já tive a surpresa de encontrar meu lixo todo revirado na varanda, fiquei quietinha e vi quem era o culpado. Também tem muito corvo, que acho ser um bicho imponente e meio assustador.
Voltando às gaivotas. Elas estão acostumadas a pedir pão pra gente. Uma amiga minha, a Samara, que mora em Calgary, disse que isso é proibido no Canadá. Mas aqui acho que não é, senão os alemães não fariam isso. Então, a gente segue o ditado "Monkey see, monkey do".

Não sei porque mas tive a impressão de já ter escrito sobre isso.

2 comentários:

  1. definitivamente, que vista, hein?

    ResponderExcluir
  2. uma vista linda mesmo! aqui eu morro de medo de virar um ponto turistico dos corvos...pq agora que o friozinho ta chegando, vem chegando esses passaros feios e vao cercando a floresta toda que fica aqui do lado. Argh! bjs!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin